Comunidades de Energia Renovável

A sua energia

LIgue-se à nova era da energia verde

Comunidades de energia

autoconsumo

Comunidades de energia renovável

reduza a sua dependência energética

Produza a energia

Reduza a Fatura

Partilhe o excedente

Comunidade de Energia Renovável (CER)

Uma pessoa coletiva constituída nos termos do presente decreto-lei, com ou sem fins lucrativos, com base numa adesão aberta e voluntária dos seus membros, sócios ou acionistas, os quais podem ser pessoas singulares ou coletivas, de natureza pública ou privada, incluindo, nomeadamente, pequenas e médias empresas ou autarquis locais, que seja autónoma dos seus membros ou sócios, mas por eles efetivamente controlada, desde que e cumulativamente:

  • Os membros ou participantes estejam localizados na proximidade dos projetos de energia renovável ou desenvolvam atividades relacionadas com os projetos de eneriga renovável da respetiva comunidade de energia
  • Os referidos projetos sejam detidos e desenvolvidos pela referida pessoa coletiva
  • A pessoa coletiva tenha por objetivo principal propiciar aos membros ou às localidades onde opera a comunidade veneficios ambientais, económicos e sociais em vez de lucros financeiros.

O Decreto-Lei 162/2019, estabelece o reigme jurídioc aplicável ao autoconsumo de energia renovável em comunidades energéticas.

Contribuição para as Metas E&C

As Comunidades de energia renovável contribuiem para produção e desenvolvimento do consumo energético renovável, auxiliando o cumprimento das metas e objetivos em Portugal referente a energia e clima.

Redução das contas de eletricidade

Consumo energético incentivado em perídos em que a energia elétrica é mais barata.

Redução das contas de eletricidade

Consumo energético transferido para períodos em que existe maior capacidade de produção dos painéis solares.

Aumento da autonomia dos consumidores e das comunidades

Através de inferace virtual que permite a cada um acader ao seu histórico de consumo de eltricidade, em tempo real e controlar equipamentos através de tomadas inteligentes.

Partilha do Excendete Produção

As comunidades de energia renovável partilham excedente d eprodução de energia elétrica, gerada por meio de painéis fotovoltaicos, na lógica de intermediação virtual da energia.

Seus direitos e obrigações são mantidos como consumidor final

Cooperação da rede elétrica de serviço público caso a Unidade de produção de Autoconsumo esteja ligada a rede.

Principais dúvidas do mercado

Entidade Gestora

Quem se pode constituir como EGAC e quais as suas funções?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.
O que deve constar no regulamento interno?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

Equipamentos

No caso das CER, qual o limite da potência de ligação da(s) UPAC(s)?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

Fiscalização e manutenção

As UPAC que constituem as CER têm de ser fiscalizadas?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

Legislação Geral

Qual a diferença entre autocnsumo coletivo e CER?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

Partilha de Energia

Em que caso de falta de definição ou alteração dos coeficientes de repartição de partilha de energia do coletivo, o que se aplica
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

Partilha de Investimento e Lucro

É possivel constituir uma CER apenas para ter lucro?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

Vizinhança

No caso das CER como posso aferir que me encontro em relação de vizinhança próxima?
Lorem ipsum is placeholder text commonly used in the graphic, print, and publishing industries for previewing layouts and visual mockups.

O que saber

em 4 passos

Para aderir contacte a Direção Geral de Energia (DGEG), para obter informar se existe pelo menos uma CER juntos à sua Unidade de Instalação (UI). A distância da sua UI à CER pode condicionar a sua adesão. Só após contactar a CER é que poderá saber se reune todas as condições. Ao aderir, irá ser associado da CER e terá de aceitar os termos e condições da mesma (definidas por cada CER).

Consulte a lista de tarifários apresentada no Poupa Energia, verifique a poupança que pode obter e formalize de imediato a sua intenção de aderir a um tarifário. O Poupa Energia enviará uma ficha pré-contratual para o seu novo comercializador.

O seu futuro comercializador entrará em contacto consigo num prazo de 48h (excetuando fins-de-semana e feriados) para formalizar o processo de mudança e solicitar o envio de alguma informação adicional.

O seu futuro comercializador, após confirmar toda a informação processual, formalizará o pedido de mudança no portal GPMC (Gestão do Processo de Mudança de Comercializador). Esta operação poderá demorar até 60 dias.

esquema

SECOND SECTION